segunda-feira, 29 de junho de 2009

Desenho de Moda com Adobe Illustrator e Photoshop – Parte III

(continuação…)

Os últimos retoques ao desenho, foi a criação de um cenário e as estrelinhas, estas últimas feitas em Adobe Photoshop.

Para a criação do cenário fiz umas pesquisas na internet. Estava à procura de algo com luzes/brilhantes, qualquer coisa do género de luzes de discoteca ou holofotes de passerelle. Encontrei esta imagem:

discoteca01

Contudo, achei que as cores eram demasiado contrastantes para o desenho e que os estilos não combinariam. Foi então que recorri à ferramenta Live Trace do Adobe Illustrator e transformar esta imagem numa ilustração.

 

2 – Live Trace (e Live Paint)

Depois de abrir a imagem e redimensionar no Adobe Illustrator, escolhi as definições do Live Trace ( Menu Object / Live Trace / Tracing Options…)

Print Screen8

Para poder modificar os tons e aplicar efeitos, temos de aplicar o Expand ou Live Paint para transformar a imagem num desenho vectorial.

Menu Filter / Colors / Invert Colors

Print Screen9

Os passos de transformação foram como uma experiência de tentativa-erro, até obter o resultado que queria para o desenho. Terminei com o efeito Grayscale.

Menu Filter / Colors / Convert to Grayscale

Print Screen10

Por fim, é só salvar e exportar para .jpg e abrir com o Adobe Photoshop para aplicar umas estrelinhas “glamourosas”. 

Adobe Photoshop

Print Screen11

 

Depois desta trilogia de posts sobre desenho de moda com adobe illustrator e photoshop, que espero ter sido do vosso agrado, gostaria de mencionar algumas vantagens do uso das tecnologias de informação para desenhar, em detrimento do desenho tradicional em papel e à mão:

1. Permite num mesmo desenho fazer vários testes, em camadas diferentes (layers), simulando o resultado final e optarmos pelos desenhos que mais gostámos.

ex.: eu fiz vários testes ao corte de cabelo até optar pela versão final, desenhei-o comprido mais preferi-o mais curto, porque valorizava a peça de roupa.

2. Testar a palete (e personalizar uma palete) de cores a utilizar no desenho, sem que este seja posto em causa;

ex.: Quantas vezes me aconteceu não gostar das cores aplicadas no desenho feito em papel e á mão? Tive de refazer o desenho várias vezes até chegar ao resultado que queria. É tornar-se muito trabalhoso.

3. Aplicar efeitos de luz/sombra e brilhantes  e outros, que são sempre detalhes que embelezam o desenho, criando um cenário personalizado que fará toda a diferença no desenho final.

4. Temos a possibilidade de ter o “melhor dos dois mundos” com o desenho à mão, mas a computador (com o auxílio de uma tablet e pen) e ilustrar, aplicar efeitos a computador, ou então, fazer os esboços em papel e digitalizar para o computador e usando as ferramentas do Live Trace / Live Paint, transformar um desenho à mão num desenho vectorial a computador.

 

Estas foram algumas das vantagens que me lembrei, mas tenho a certeza que muitas ficaram por dizer.

 

Live Trace / Live Paint Tutorials:

Using Live Paint in Adobe Illustrator CS2
Live Trace and Live Paint in Adobe Illustrator CS2
Perfect Silhouette with Live Trace
Illustrator Live trace create vector from photos

Agora vou de regresso aos meus projectos. Continuem por aí porque em breve terão novidades.

Até lá!

2 comentários:

Tany disse...

Concordo plenamente com as vantagens que evidencias, embora também goste muito de desenhar à mão. Digamos que tudo depende do objectivo e das ferramentas que temos à disposição. A aprendizagem na utilização de ferramentas de software é um investimento que na minha opinião dá frutos e vale a pena!

CORTEYGRIF disse...

Gosto muito de desenhar à mao
mas as vantagens de estas ferramentas,sao fantasticas para um efeito tridimensional.Tenho pesquisado um pouco sobre adobe illustrator,acho que todas nòs que gostamos de moda,temos um interesse comum em traçados em geral.
obg por partilhares a tua experiençia nas fotos,quando tiver um tempinho,visitarei os links.
Belo tutorial.
bjs
ROSA