segunda-feira, 7 de abril de 2008

A História da Branquinha

Hoje quero partilhar convosco a história da Branquinha...

"Branquinha" é o nome da minha gatinha! Comecei a chamá-la de Branquinha para a diferenciar dos outros gatos quando falava dela...a gatinha Branquinha...e acabou por ficar mesmo Branquinha!

Tem uns lindos olhos azuis da cor do céu! É muito meiga e gulosa!

A Branquinha apareceu na minha vida há dois meses. Estava abandonada e andava de jardim em jardim, até que um dia, foi a minha vez de receber esta tão inesperada visita.

Nunca tive animais, até tinha vontade de ter mas o facto de morar num apartamento (até há bem pouco tempo) não me faria ter aquela "grande vontade", mas com esta gatinha foi diferente!

Já era de noite e estava a miar muito, talvez para chamar à atenção e dizer "estou com fome", por isso, resolvi dar-lhe um pouco de fiambre. Resultado...já não me largou mais (e ainda bem)!

Eu pensava que depois disso ela ia para a sua casinha. Na altura não sabia que estava abandonada porque tinha a certeza que uma gatinha tão linda e meiga teria de certeza um lar.

Passou-se essa noite e lá estava ela a dormir num cantinho do jardim, de manhã lá estava ela toda animada e contente...bem...quem consegue resistir?!

Nesse dia comprei comida própria para gatos, mas sempre a pensar que seria uma situação provisória até ela ir para o seu lar.

Passou-se dias, semanas e semanas...hoje chego à conclusão que:

Fui ADOPTADA pela Branquinha!

Quem diz que os animais também escolhem os seus donos, diz uma grande verdade!

Eu não tive opção, ou melhor, não quis ter mesmo outra opção senão ficar com esta gatinha.

Por aqui ficou e é a princesa do meu jardim e da minha vida! Como passo bem parte do meu tempo sozinha, a Branquinha é a minha companhia!

Assim que ela me vê chegar (muito engraçado) ela corre pela rua para ir para casa. Outra curiosidade é que se ela não está em casa, basta eu assobiar (é um assobio muito característico) e ela vem logo ter comigo e às vezes está bem longe! Se eu não visse com os meus próprios olhos, eu não acreditava...

No fim-de-semana passado ela parecia querer posar para as fotos, enquanto eu tirava as fotografias às Flores do Meu Jardim.

 

Espero que tenham gostado de conhecer a história da Branquinha, que recebe hoje um grande destaque, mas que em nada se compara à importância que tem na minha vida...

(Data: 02-04-2008)

2 comentários:

Tany disse...

Que linda gatinha! Tive uma muito parecida, à qual chamei Skip por ser branca, que veio ter comigo enquanto comia num restaurante... Tinha uma orelha ferida e não tive coragfem de a deixar na rua... Agora está na casa da minha irmã (desde que me mudei para a Vagueira) porque aqui não tenho condições...

Transprece o Amor que sentes por este bichinho!

Beijinhos!

Flor de Chico disse...

Linda historia!