domingo, 9 de novembro de 2008

Costuras Francesas - Como fazer?

O segredo de uma bonita peça de roupa está, não só no seu exterior, mas também no seu interior ao ponto de dar vontade de vestir a peça de roupa do avesso.

As Costuras Francesas (French Seams) ou também chamadas de Costuras Inglesas (em Portugal) é a técnica mais utilizada na confecção de roupas de organza pois permite um acabamento perfeito, sem pontos nem chuleios visíveis nas costuras e, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é até muito fácil de executar. O segredo é utilizar o ferro de engomar, aparar e coser à distância certa.

 

A primeira coisa a fazer é unir as peças, mas ao contrário do que se faz habitualmente, que é coser direito com direito, para as costuras francesas, unimos as peças avesso com avesso.
Ao cosermos à máquina regulamo-nos pelo alinhavo e/ou pelo próprio calcador e cosemos paralelamente à marcação a uma distância de 0,50cm - 0,70cm.

 

A seguir aparamos os valores da costura usando o mesmo valor de distância utilizado anteriormente (0,50cm - 0,70cm).

 

 

Depois de todas as costuras serem cosidas e aparadas, abrimos as costuras e assentamos a ferro: primeiro do direito da peça...

DSC02134

 

...e depois assentamos do avesso da peça, de forma a que a costura fique para dentro.

 

Regulamo-nos pelo calcador, do lado oposto ao utilizado anteriormente e cosemos à mesma distância da margem, fechando assim os valores de costura.

DSC02085_2

 

O resultado é muito bonito, tanto do direito (uma costura normal) como do avesso que quase parece uma costura debruada sobre si própria.

 

Nota: É conveniente fazer testes antes em bocados de tecido de forma a, regular os pontos da máquina e largura da costura desejada.

 

Alguns links sobre este tema:

Tany - Blusa de Organza - Costuras Francesas

Sew Neau - How to Make French Seams

You Tube - How to Sew a French Seam (video)

Burda Style - How To Sew French and Flat-Felled Seams

 

Esta técnica pode ser aplicada em quase todo o tipo de tecidos, mas principalmente naqueles mais delicados, finos e transparentes ou semi-transparentes (ex.: cetim, seda).

 

No próximo post vou mostrar a outra técnica utilizada no corte horizontal e mangas/cava da jaqueta.

 

Até lá!

4 comentários:

Celina disse...

Obrigada por partilhares as técnicas assim, é sempre interessante ver o resultado na prática. Está a ficar com tão bom aspecto! Imagino quando estiver pronta. A cor é muito bonita e nesse tecido ganha um brilho especial.
Beijinhos

Tany disse...

Que bonito que está a ficar!!! Deve estar quase! Por aqui também ano super busy!!

Beijokas!

paco peralta disse...

Ana .- finalmente um pouco de tempo para visitá-lo e ver as últimas evoluções. teve um tempo lendo as suas postagens mais recentes. Tudo muito interessante, porque sabem muito bem explicar as coisas, realmente.

você pode comprar a versão em espanhol da Burda?. Tany disse-me que Portugal também chegaram a versão francesa.

beijos, e até breve

Ana Carina disse...

Olá a todos,

Obrigado pelos vossos comentários. A Jaqueta está mesmo quase, quase pronta!

Paco: Sim, aqui chegam as duas versões da Burda, a espanhola e a francesa mas como existem muito termos técnicos é mais fácil entender na revista espanhola.

Beijinhos