sexta-feira, 13 de junho de 2008

Técnicas Aplicadas na Túnica - Parte II

Esta técnica de aplicar franzidos elásticos está bem presente em muitos vestidos e tops das lojas de roupa (não sei se reparam).

Confesso que levei algum tempo a encontrar o melhor ponto e regulá-lo para obter o efeito e a quantidade de franzidos elásticos que pretendia.

Testei, testei (e muito)...mas cheguei exactamente ao resultado que queria!

 

Técnica para Franzidos Elásticos / Elastic Gathers Technique:

1 - Marcar com alinhavos (ou com lápis/giz) onde queremos franzir;

(Bem...a túnica vista desta forma...não tem assim nada de especial)

 

2 - Colocar manualmente na bobine o elástico redondo sem esticar;

 

3 - Colocar no ponto de ziguezague elástico (é o ziguezague irregular que faz uns biquinhos mais pequenos e outros maiores - nº. 4 neste modelo singer) e regular o comprimento e largura do ponto (eu utilizei o predefinido 3,50-3,50 mm por isso não liguem à imagem). Regular também a tensão da linha para o máximo (+3).

Nota: Já sabem que antes de fazer convém testar em bocadinhos de tecido!

 

4 - Coser do lado direito da peça para que o elástico fique por baixo (2ª imagem)seguindo as marcações feitas, começando e terminando no mesmo ponto (em círculo);

Actualização: Para fazer linhas paralelas de franzidos (como na imagem) tem que se ir esticando os elásticos já colocados à medida que se faz o franzido elástico seguinte.

Depois é só dar um nó nas pontas dos elásticos, aparar e rematar (eu coloquei as pontas das linhas e dos elásticos dentro da costura lateral para não se verem).

 

Links sobre este tema:

http://sewing.about.com/library/sewnews/qa/aaqa0202a.htm

 

Termina aqui esta série de tutoriais sobre algumas técnicas de costura que foram aplicadas na túnica.

 

Agora só falta mostrar-vos o resultado final, por isso estejam atentos porque é já amanhã!

 

Até lá!

6 comentários:

Tany disse...

Excelente tutorial, Ana Carina!
Há um método alternativo que também costumo usar (porque a minha máquina não gosta muito de fios mais grossos na bobine) que também é muito fácil; corto os elásticos à medida e estico-os um de cada vez no sitio onde devem ficar (que também é marcado com giz). Depois coso do lado do avesso um ponto de ziguezague estreito por cima do elástico. Isto implica segurar no elástico esticado enquanto se cose, pelo menos de secção em secção, e também esticar os elásticos já cosidos enquanto se cose o próximo (o que requer um pouco de prática) mas o resultado também é muito bom!

Mais uma coisa: à hora de almoço estive com esse tecido na mão!!! Acabei por comprar um jersei em motivos abstractos em tons de branco, preto e verde esmeralda (combinaçãop de cores que está a faltar na minha lista, ehehe) e uma série de retalhos de linho que estavam a 1,9 euros o metro! Comprei em coral e num preto brilhante (com mistura de poliamida), este último para fazer um vestido que vem na próxima Burda (em princípio)!

Beijinhos!

Ana Carina disse...

Olá Tany,

Olá Tany,

Fizeste-me lembrar de um passo que esqueci...ir esticando os elásticos já cosidos enquando se cose a outra fila! É muito importante! (vou actualizar já).
Essa técnica não experimentei, mas também tinha pensado fazer assim (até porque comprei um calcador para isso, aquele de bordar fios múltiplos), mas como resultou bem da outra maneira já não experimentei dessa.

Obrigado.

paco peralta disse...

Ana .- boas explicações. Esta blusa Parece simples, mas é muito interessante que dar detalhes de toda a natureza, como as bainhas ondulantes, as costuras elásticas, forma e estrutura do tecido que o original. Eu imagino também cetim de seda feitos em um pálido cor para ir para um partido ou um casamento. felicitações e agradecimentos novamente. Paco

Ahhh. Graças também a Tany

Ana'scloset disse...

De facto, já me tinha questionado (várias vezes) como é que se faziam esses fransidos elásticos que se vêm muito em tops e vestidos...
Depois da tua explicação ficou muito claro!
Agora venha daí o resultado final!
Beijinhos

Ana Carina disse...

Paco: Obrigado! Gosto de partilhar os detalhes e algumas técnicas. Trabalhar o cetim...será em próximos projectos (já são tantos que nem sei por qual deles começar).
Tenho uma blusa túnica desenhada algum tempo e o tecido à espera que a faça mais ou menos deste género.

Ana's Closet: Eu ando a "namorar" vestidos com estes franzidos. Mas olho ao preço...resolvo fazer eu, quem sabe, mais um projecto (muito) futuro! Mas aqueles que vemos devem ser feitos com máquina de costura industrial própria para o efeito. Há uns que até parecem estar bordados.
Mas o resultado com a máquina "caseira" fica bonito.

Cândida disse...

Gostei muito das instruções. Valeu!
Vou tentar fazer para ver se acerto.