terça-feira, 1 de julho de 2008

O Forro - Particularidades de Modelos Pregueados

Todos os modelos pregueados, sejam com pregas, machos ou plissados, têm a particularidade de o molde do forro ser diferente do vestido.

O forro nunca deve interferir no movimento das pregas porque afectaria a beleza do seu movimento.

Portanto os forros deverão ser:

- soltos e com volume suficiente (no mínimo têm de ter a largura total);

- ou só ter forro até ao início das pregas;

- ou então ter aberturas a partir do início das pregas.

Eu vou escolhi a última opção porque o resultado fica excelente e não interfere em nada no movimento dos machos.

 

Esquematicamente temos:

Project 003_2008 (molde2)Project 003_2008 (molde forro)

Molde do Vestido Molde do forro do vestido

 

Para explicar melhor, utilizei a cor lilás para representar o tecido em que é feito o vestido.

No segundo esquema temos o molde do forro que é composto por duas partes distintas:

- a vista do decote (frente e costas);
- e o forro propriamente dito que neste caso é de tafetá.

A vista do decote é sempre feita do próprio tecido em que é feito o modelo e tem a função de "encorpar"/reforçar a zona do decote e peito.

A parte do forro em tafetá (a branco) tem exactamente o mesmo molde, mas sem os acrescentos dos machos e somente se cose até à linha da anca que coincide com o início da abertura do macho (linha a tracejado).

Mas não há necessidade de fazer um novo molde. O que geralmente faço e para não cortar o molde já feito em duas partes (quero aproveitá-lo para outros projectos), utilizo papel vegetal para decalcar a vista do decote (frente e costas) e o resto faço com o próprio molde mas coloco-o no tecido não contanto com a parte que corresponde à vista (na prática há um bocado do molde que fica sem tecido por baixo).

Nota: As margens das costuras, tanto da vista como do forro devem ser exactamente iguais às margens deixadas no vestido (é uma questão de estética e que faz a diferença).

 

Este é o resultado:

Notas:

1 - A vista do decote não tem necessidade de levar costura ao meio, portanto o molde feito em papel vegetal é colocado sobre a dobra do tecido dobrado em dois (como podem ver na imagens anteriores ao resultado).

2 - Geralmente o forro deve ficar ligeiramente mais folgado que o vestido. O que faço é coser somente as costuras laterais com mais 0,50cm.

 

As aberturas são tratadas como costuras, dobrando-as para dentro vincando com o ferro de engomar e pespontadas à máquina para não terem a tendência de virar e de se descoserem.

 

Entretanto, já alinhavei as linhas de dobra dos machos para serem vincadas e preguei o fecho invisível na costura das costas.

Devo dizer que o calcador para fechos invisível é impecável! Fica perfeito!

 

Agora é só vincar os machos (já estão vincados), colocá-los no "devido lugar" e depois coser o forro ao vestido.

 

A bainha é a última coisa a fazer (neste vestido é a penúltima) e convém ter calçado os sapatos que vou usar com este vestido para que a altura do vestido fique perfeita. É que os saltos influenciam o cair do vestido e principalmente a altura ideal para ele.

A última coisa a fazer será pespontar à mão com linha torçal de um tom mais escuro todas as costuras, à esquerda e à direita, e que se prolongam pelos machos, incluindo bainha e linhas de decote.

Será um pormenor trabalhoso, mas acho que o resultado vai valer mesmo a pena e torna este modelo simples...com "o tal detalhe"!

Actualização: Esqueci-me de referir que ainda tenho de fazer as alças finas (a cruzar nas costas conforme o desenho técnico)

 

Por hoje é tudo!

Já falta muito pouco tempo para vos mostrar o resultado final deste projecto por isso mantenham-se atentos!

 

Até lá!

11 comentários:

Ana'scloset disse...

explicações claras e precisas, como é costume! Dá para perceber tudo passo a passo! Muito obrigada

Beijinhos

paco peralta disse...

Ana .- forro é perfeito. mas muito trabalhoso e não há problemas para a amplitude de vestuário. Eu às vezes também fazer este tipo de solo cortar os forros bies. Deixe-me perguntar uma coisa: neste estilo vestidos tendem a colocar "varillas"(e não como se diz em Português) no corpo ou detém já bem? .. obrigado, Paco

Sismada disse...

Parabéns, tuas explicações estão perfeitas!
O que o paco quer dizer, é barbas.
bjs

Summerset disse...

Interesting choice and very well done - the lining will fit well and not interfere with the actual dress.

Ana Carina disse...

Olá a todos!

Ana e Sismada: Ainda bem que acham que as explicações são claras.

O Paco perguntou se eu iria colocar "varillas" que, tal como disseste Silvia (Sismada), são as barbas, que são usadas principalmente em corpetes.

Mas como este vestido é para usar no dia-a-dia e vai levar alças não vou colocar porque vai ficar bem seguro. E até acho que iria "pesar" neste tecido e tornaria este modelo mais num vestido para festa.

Summerset: Thanks very much!

Beijinhos

Tany disse...

Está uma perfeição, Ana Carina! Como sempre as tuas explicações são muito claras e concisas, tens muito jeito para ensinar! (Já tenho outra professora além do Paco, se um dia ficar rica e abrir uma escola de costura!)
Estou verdadeiramente curiosa para ver o resultado final!
Ah, as "barbas de baleia" como falou o Paco... Aqui só as costumamos usar nos vestidos de cerimónia, mas eu já as vi em vestidos mais do dia-a-dia, blusas e até calças de cintura subida! Um dos efeitos, além de evitar que o corpo engelhe ou deforme com o uso (em roupas justas ao corpo), é estreitar a cintura, funcionando como um "Corpete". Tens razão e são realmente úteis em modelos cai-cai.

Beijinhos!

CORTEYGRIF disse...

Ola Ana
esta a ficar lindo e gosto da cor,as tuas ezplicaçoes bem claras,
as barbas que o Paco fala,realmente ficam bem em estilos cai-cai,o primeiro vestido que fiz nunca me esqueço,em tecido shantung que è reversivel e com brilho de um dos lados,sò tinha caixa peito,uma tira de 7cm de largura que o unia atè à cintura,todo aberto barriga e costas,justinho atè ao joelho,e abria como pavao a partir dai!!
feliz dia
bjs
Rosa

Celina disse...

São geniais os teus passo-a-passo. Continua, porque sabe bem espreitar esses pormenores.
Está a ficar lindo. A cor é mesmo bonita.
Bjs

Ana Carina disse...

Olá a todos!

Tany, Rosa e Celina: Sim as barbas são muito úteis em vestidos cai-cai, mas mesmo assim, considero que tornam esses vestidos demasiado "festivos".

Um elástico (3,5cm de largura) como o que coloquei no Vestido dos Narcisos é uma excelente opção e o vestido fica bem seguro e muito prático sem aquela rigidez das barbas.

Agora para corpetes, as barbas são excelentes!

Beijinhos

Oficina das Linhas disse...

Olá Ana!

Obrigada pela visita e pelo comentário... Realmente tenho sorte em puder conservar a máquina, que está como nova e funciona às mil maravilhas. Já tentei usar aqueles acessórios, mas infelizmente no livro das instruções não vem nada a explicar como se usam, por isso não sei bem.
Tenho receio de forçar a colocação das peças, também não sei como se colocam os tecidos, tenho que perguntar a alguém que me possa explicar, isto de fazer sózinha sem saber, às vezes dá asneira...

Vejo que a Ana é do grupo de costureiras como a Tany, que faz tudo com primor e perfeição... não tenho pretensão de chegar lá, vou sou fazendo algumas brinadeiras...

Beijinhos,
Carmen

House of Pinheiro disse...

Adorei a explicacao. Sou sua nova seguidora x