segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

Arquivo de Moldes

Na quinta-feira passada dei um pulinho à casa dos meus pais e resolvi desarrumar e vasculhar o arquivo de moldes da minha mãe.

Bem, não fazem a ideia...eu fiquei de olhos bem abertos ao ver tantos moldes e com o objectivo de encontrar aqueles que me vão fazer falta para uns projectos futuros (uns mais futuros que outros).

 

Molde 1: Conjunto Saia e Corpete (2 versões Rosa e Cinza)

Estes são os moldes de dois conjuntos que tenho e que são um dos meus preferidos para ir trabalhar no Verão. A saia é igual, o corpete sobre alteração no decote da frente e alça.

 

Molde 2: Vestido sem mangas (2 versões Bordeaux e Cinza)

Estes moldes são de dois vestidos que podem ser usados com uma blusa fininha por baixo, no Inverno, ou mesmo sem blusa, já quando o tempo começa a aquecer.

 

Molde 3: Jaqueta de Organza (3 versões Bordeaux, Azul esverdeado, Verde)

Confesso aqui a minha paixão por jaquetas de organza tanto que, com o mesmo molde, a minha mãe fez-me três. Já tinha pedido estes moldes à minha mãe há alguma semanas e finalmente consegui! Faz parte de um projecto em curso (mas consta da lista de projectos futuros) onde vou utilizar este molde como base para traçar o modelo pretendido/desenhado.

 

Molde 4: Casaco de Fazenda Beije

O ano passado, e após 10 anos de uso, deixei de usar um casaco de fazenda cinzento por estar já muito velhinho...quer dizer...deixar, deixar, não deixei...fui obrigada! Foi preciso ouvir a minha mãe dizer que já não estava próprio para uso! Mas é tão quentinho e tão confortável...ainda uso em casa!
Portanto, este ano tenho menos um casaco no guarda-roupa...estou a pensar assim...num casaco comprido, com uma gola maluca assimétrica e de uma cor bem...alegre (para não dizer berrante)!

 

Vou tentar encontrar fotos da época em que eles foram feitos e incluir na rubrica Projectos da Mamy.

Felizmente não sofrerão muitas alterações em termos de medidas porque são roupas que ainda uso e algumas delas já devem ter uns oito anos!

Mas o meu objectivo é usá-los como base e fazer alterações para que se tornem peças diferentes umas das outras.

 

Espero que tenham gostado deste "pré-lançamento" dos modelos de Inverno (molde 2 e 4).

13 comentários:

Celina disse...

Bem... Isso é que é um arquivo! É só chegar e usar! E são garantidos porque já foram testados (és como eu, tenho roupa de há nove anos que ainda me serve) ;) E é óptimo poder ter várias versões de um modelo favorito.
Que sorte teres uma mãe modista. Esses moldes foram feitos por ela (o trabalho de uma modista inclui o de modelista)?
Fico à espera de ver esses projectos para a nova estação.
Beijinhos

Ana Carina disse...

Olá Celina,
Eu quando gosto de uma peça de roupa...gosto de ter várias iguais ou com pequenas diferenças e de várias cores!

Sim, o trabalho de modista é mesmo esse, para além de costurar tem o trabalho de fazer o molde, tirar as medidas. É fazer roupa por medida.

Sismada disse...

Que sorte! Eu já não consigo entrar em nenhuma peça de a oito ao nove anos :( Mas hei de lá chegar em breve... Pois tenho uns 10 kg a mais do que nessa altura... Vir para Portugal alterou-me muito o meu dia a dia. A alimentação, o desporto tudo...

Bem falando do teu post, gostei de ver o teu entusiasmo, os moldes bem conservados e o orgulho pelo trabalho de tua mãe.
E aguardo com impaciencia o lançamento oficial dos modelos de inverno ;)
Beijinho grande

Ana Carina disse...

Olá Sismada,
A comida portuguesa é uma tentação!!! (só me lembro agora de cozido à portuguesa e bacalhau com nadas)

Por acaso a minha mãe conserva muito bem os moldes dela. Tem imensos até mesmo aqueles que fez para outras pessoas. Outros já os deitou fora porque não iriam servir para mais nada até porque o papel acaba por ocupar imenso espaço!

Quanto ao lançamento oficial, ainda falta um pouco.
Estou a fazer a jaqueta e acessórios de organza, o vestido lilás praticamente feito só os toques finais em falta e depois tenho um conjunto de cetim para fazer (ficam outros por fazer).

Só depois disto lanço a nova temporada!

paco peralta disse...

Ana .- uma boa idéia para fechar bem a padrões. Eu sou um desastre para estas coisas, e eu não seria mau se aprende um pouco. Às vezes, eu olho para um padrão, que é o que eu tenho, mas não sei onde .... uhmmmm. Felicitar pela sua mãe transmitirá esses bons conselhos. beijos, Paco

Ana'scloset disse...

Que entusiasmo! Com tantas bases para fazeres os teus modelos vai facilitar-te muito o trabalho! Eu também tenho a mania de guardar tudo, nunca se sabe quando começo a tentar alterá-los ou a fazer mais do que uma versão!
Fico à espera de começar a vê-los a tomarem forma!

Beijinhos

Laila disse...

Adorei saber que você trabalha com moldes feitos por vocês. Sim, porque quando se tem mãe costureira pode-se a qualquer momento aprender a montar o molde... Para mim é fascinante esta parte da costura...
Parabéns a você e também à sua mãe...

Ana Carina disse...

Olá,

Paco: Nem por acaso, acabei de comprar uma pasta de arquitecto para poder guardar os meus moldes e o papel craft bem direitinhos! Muito útil!

Ana'sCloset: Mais que facilitar é poder poupar-me imenso tempo. Porque desenhar um molde de raíz existe quase sempre alguns ajustes a fazer (pinças, mangas, etc...) e leva sempre tempo. Assim com a base já com correcções reflectidas é só fazer alterações nos cortes.

Laila: É verdade Laila, tenho sorte de ter a minha mãe para me ensinar a fazer os moldes exactamente com as nossas medidas!

Beijinhos

Tany disse...

(Estou a aproveitar um momento "morto" aqui no trabalho para te visitar!)

Tens aí um tesouro em moldes! E pelo que vejo, são moldes muito fáceis de adaptar, podes fazer quase tudo com eles, com a certeza que caiem bem!

Desde há algum tempo para cá também tenho o costume de guardar os moldes de papel que utilizo em pastas com bolsas de plástico. Normalmente guardo uma fotocópia das instruções da revista, uma amostra do tecido, por vezes um ou outro botão que sobra... É giro voltar atrás e reviver os "alicerces" de algumas das minhas roupas!

Beijinhos!

Tany

CORTEYGRIF disse...

Ola Ana
estava aqui a ler o comentario da Tany,tamben tenho a mania de guardar os moldes em capas de plastico,alguns com amostras de tecido,atè escrevo o nome da loja onde comprei o tecido,preço de custo.
Na altura quando tirei o curso atè fiquei com umas peças cosidas em papel de seda a tecnica de montagem,ainda teem alguns alfinetes enferrujados de hà 10 anos atràs,è bom olhar pra eles e recordar bons momentos!
Quanto ao teu post um bom tesouro guardou a tua mae,serà muito util nos teus projectos,a base sò muda nas larguras e comprimentos e o traçado,com certeza faràs peças lindissimas.
bjs
ROSA

Ana Carina disse...

Olá,

Tany e Rosa, eu também guardo os meus moldes dentro de bolsas de plástico A4 (mas tenho de arranjar maiores) e coloco os croquis e os desenhos técnicos e também a folha das medidas.

Se reparerem bem, no molde 2 tem lá um papelinho pequenino onde estão apontadas as medidas tiradas pela minha mãe e vejo lá uma "boneca" minha, um rabisco (engraçado!).

Obrigado por partilharem comigo como arquivam os vossos moldes.

Beijinhos

Anónimo disse...

ana carina,estava mesmoo procurando um blog com o seu tenho um mquin mais nõ sei nada de costura,minha avô era costureira,quero prender o basico da costura,aqui cho que vou encontrar coisas interessantes,gostaria que mim envise um modes de avental,estour querendo fazer um mis não por onde começar.obrigado e espero a resposta.meu email e rafa_issa@itelefonica.com.br

disa disse...

I love it ! Very creative ! That's actually really cool Thanks.